quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

BBB or not BBB?

Começou! 
De novo! 
E pela décima primeira vez, o Big Brother Brasil.
Depois de onze edições não vejo necessidade de explicar como funciona o show.
Agora começam aqueles discursos prontos, falando da falta de opção na televisão brasileira e todo aquele blábláblá moralista. Não que não concorde, em parte. Mas também, acho que a televisão tem um poder democrático único em cada casa, em cada local em que esteja instalada: o botão liga/desliga. Assim como também, lembro da existência de filmes e livros.
Em contrapartida, há os que realmente adoram. Esses, os que admitem, são uma parte pequena da população. Porque, na verdade, a maioria justifica a tv ligada: "para falar mal", "para não ficar por fora das fofocas" e por ai vai.
Bom, eu confesso que assisti praticamente TODAS as edições. Algumas mais, outras menos... Com o passar dos anos fui diminuindo, gradativamente... Ano passado, por exemplo, consegui começar mais de um mês depois. Só soube quem era Tessália graças ao youtube. Mas... a curiosidade, o morar sozinha, a televisão ligada e o live do tdud me seduziram.
Este ano, estou no "firme" propósito de não assistir (dvds, filmes, leituras a por em dia...). Apesar de não ficar totalmente por fora. Ri muito com a escalação da nonna e sou atualizada pelos tweets da vizinhaloka. Mas, sabe como é... Semana que vem estou de férias, no Sul, na casa de parentes e amigos, e, não serei a dona da televisão... E, se ela estiver ligada...

Oi, meu nome é Kamila e estou há dois dias sem assistir BBB11.

Um comentário:

  1. Eu tenho tia viciada, não tem jeito, eu sempre to por dentro.
    Assisto quando a tv ta ligada mesmo, e estou prestes a ir dormir, aí nao comecarei um filme e estou fazendo outra coisa (me trocando, pondo o pijama...), aí não da de ler. Estou bem nesse time... a cada ano assisto menos.
    Mas não costumo fazer esses discursos moralistas porque né, cada um faz o que quer... eu só não gosto do programa e deu. Sem ressentimentos a quem gosta :D porque isso é uma hipocrisia do caramba, de quase todas as pessoas (tem aquelas que realmente falam mal e realmente nao assistem e sabem nada).
    Este ano, espero que minha tia não me faça decorar o nome de todo mundo. hahaha!

    ResponderExcluir

Você não pode ter medo de um vegetal! (por Baby Patolino)