quarta-feira, 18 de maio de 2011

Essa estranha forma de amar...

Uma foto, assim, totalmente londrina...
Desde os tempos de colégio. Desde mil-novecentos-e-guaraná-de-rolha. Desde o SÉCULO PASSADO.

A partir daí, começou a nossa história de gato e rato: estudávamos no mesmo colégio, em Criciúmããã. Ele resolveu mudar de escola, eu fiz inglês lá perto. Ele foi morar em Tubarão, eu fui, dois anos depois, para Armazém e ia toda noite para lá fazer facul. Finalmente, dois anos mais tarde, consegui a transferência para Sharkcity. Um ano após, ele foi pra Recife, viver sua love story. Eu três anos mais tarde, vim para São Paulo. Tudo bem, não é do lado, mas é mais perto que o Sul, neam?
Visitei-o duas vezes, fora as visitas dele ao Sul.
O lance mais recente: agora, era a vez dele, ficou entre Sampa e London.
Obviamente, deu Londres na cabeça. Não que eu não adore a Paulicéia, mas, a charmosa ideia de viver no Velho Mundo, ai, ai...
E, eu, fui lá, fazer companhia e matar um pouquinho da saudade. Ficar junto até o portão de embarque doméstico internacional. (existem poucos números no mundo, para os dos portões serem repetidos)

São poucos os amigos que tenho. Aqueles, ditos verdadeiros. Aqueles que, por mais afastados, ao reencontrarmos, parece que vimos ontem. Os que falam o que tem que falar e que jamais nos magoam com esses preciosos toques. Aqueles que nos fazem sentir uma das formas mais verdadeiras de amor: a amizade. E, é recíproco. Ao tentar contá-los, sobram os dedos das mãos.

Chegaram bem, contou-me o Facebook.
Ao menos, já tenho onde passar férias ano que vem. =P
Enquanto isso, só me resta torcer: vai dar tudo certo... (Nem desconfiamos, mas, na verdade, já deu!)

7 comentários:

  1. ain...ele foi mesmo! ai que saudades que já deu, né? <3

    ResponderExcluir
  2. Se já... Estava tão sem coragem de ir ontem lá!

    ResponderExcluir
  3. Vou postar o comentário que o Rafinha fez no FB, amei, achei lindo, quero compartilhar:

    Rafael Faust: "arraso no post...esse muda muda de vida eh loco mesmo... eu adoro."

    Rafael Faust "e eh bom saber que no final de tudo, o que importa mesmo fica, que eh o amor especial que agente tem pros amigos... =) e a foto tinha que ser essa neh, uma coisa assim super londrina... esse dia estavamos os 4 daya, tu , ele e eu! amo vcs saudades MIL!"

    ResponderExcluir
  4. Como já disse minha mais antiga amiga, e autora do desse texto que me fez chorar de emoção:"São poucos os amigos que tenho. Aqueles, ditos verdadeiros. Aqueles que, por mais afastados, ao reencontrarmos, parece que vimos ontem...Ao tentar contá-los, sobram os dedos das mãos"

    Sobram dedos de até uma mão, imaginem das duas.

    Lindo Post.

    AMEI AMIGA!

    Se tudo continuar dando certo, estarei aqui de portas ESCANCARADAS te esperando!

    BJOS, TE AMO!
    (pq amigos TB dizem "te amo" né?)

    Ti (amigo do tempo do guaraná de rolha)

    PS: desculpa a falta de informações, mas a correria ta grande pra resolver o nosso lar-doce-lar.

    ResponderExcluir
  5. O que dizer? O que dizer? Além de: Ti, amei o coments e que bom que vc gostou do texto!

    Depois de resolvido os perrengues quero saber tudoooo!

    E, óbvio que amigo diz "eu te amo"! =P

    Boa sorte aí, que tudo se resolva num estalar de dedos... até pq quero mutcho andar pelos cantos de London! ;)

    L.V. ♥

    ResponderExcluir
  6. ain que comentário lindo do Rafa mesmo! nós 4 sendo super londrinos!!! tá que eu tava batendo a foto e não apareci. e eu tenho a foto contrária: tu batendo e eu no banco com os 2. hahaha

    ResponderExcluir
  7. Daya, eu não tenho mais essa foto! manda pra mim? =)

    ResponderExcluir

Você não pode ter medo de um vegetal! (por Baby Patolino)