domingo, 12 de fevereiro de 2012

Esperando pelo Arco-Íris

Sabem aqueles dias que a gente acorda meio assim sei lá?
É, aqueles dias em que tudo que queremos é ficar no nosso canto quietinho, sem ninguém incomodar, sem que, nem sequer as pessoas notem que você está ali?
Então, estava num dia desses. Finalmente, o horário do trabalho tinha acabado e podia voltar para casa. E, como a vontade de chegar logo era imensa, peguei o metrô. 
Eis que quando desço em Clínicas e ultrapasso as roletas, rumo a casa, ouço um violino ao longe,e, já imagino a menina que volta e meia está lá tocando. Porém, esta música é a primeira vez que ouço ela executar. E muito bem.Até diminuo meus passos para poder ouvir mais. Queria poder esvaziar meu moedeiro ali ou por uma nota na caixa do seu instrumento. Mas, como de costume, só carrego cartões...
Fiquei feliz e esperançosa.
Talvez, ela nunca saiba o bem que me fez... 


Era só uma historinha verídica e boba que queria partilhar com vocês... =)

2 comentários:

  1. De vez em quando é bom né!
    Ruim é aquele que fica no pé do predio no metro consolação tocando o dia todo! ahahahaha já pensou trabalhar no 2o andar? haahueahuehauehauhe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hauhauahauhaua nunca vi esse!! sorte, hein?

      Excluir

Você não pode ter medo de um vegetal! (por Baby Patolino)