domingo, 14 de julho de 2013

Para ~Jênio~ ver...

Terça foi feriado aqui em Sampa. Como não era feriado nacional, tinha plantão no trabalho e adivinhem que não foi escalada dessa vez? Siiiiim! \o/

Estava tão emocionada que acordei mais tarde e fui tomar o ~desjejum~ com o boy magia num café delicinha aqui perto de casa. Tudo muito bom, tudo muito bem, quando na volta para casa, feliz da vida, inebriada pelo dia lindo - como pequenas coisas alegram nosso dia, não é mesmo? - tropecei num paralelepípedo. (Viu só? Se tivesse ido trabalhar...)

Acontece que não foi apenas um tropeção. Não. Foi o encontro de duas almas (minha e da pedra), como se ansiássemos a vida toda por isso. Porque, olha, êta topada bem dada. Daquelas que, se não estivesse de mão dada com o namorado e este não me segurasse, ia cair igual a um saco de batatas no meio da rua, de boca no chão, mãos espalmadas enchendo-as de pedrinhas do arião. #cenalinda

Com o pé lacerado pós topada, ainda dei umas risadinhas do tipo "nem doeu" mas que na verdade queriam dizer: vai ser toupeira assim lá na fhdfghghkgh!

Claro que passei uns dois dias com o pé-pão-de-forma-de-vó e mancando, mas, estamos aí, vivos, agora sem dores, sobrevivendo... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você não pode ter medo de um vegetal! (por Baby Patolino)